Cada vez mais cidades aderem à Hora do Planeta

O Movimento Hora do Planeta está mobilizando mais e mais cidades. A Hora do Planeta é um movimento global da Rede WWF sobre mudanças climáticas, destinada a promover atos simbólicos no mundo todo, nos quais governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando as suas luzes durante sessenta minutos. Este será o terceiro ano consecutivo da Hora do Planeta no Brasil, marcada para o sábado 26 de março de 2011, das 20h30 às 21h30.

O WWF-Brasil incentiva as cidades participantes do movimento a se comprometerem com a conservação da natureza e desenvolverem projetos que visem sua sustentabilidade ambiental.  Ações de promoção do uso de meios de transporte menos poluentes e da coleta de lixo seletiva, são alguns exemplos do que pode ser feito.

Novas capitais – Em Curitiba, serão apagadas as luzes do Jardim Botânico, Teatro Paiol, Torre da Biodiversidade, Fonte da Praça Generosa Marques, Fonte da Praça Santos Andrade, Portal de Santa Felicidade, Pista de Atletismo da Praça Oswaldo Cruz, Praça Ouvidor Pardinho, Fachada do Paço Municipal, Monumento de Bambu da Linha Verde e Torre de Jerusalém.

Entre os monumentos de Fortaleza que ficarão no escuro para simbolizar a preocupação da cidade com a preservação ambiental, estão o Arco da Praça Principal, o Clube de Regatas, a Coluna da Hora e Praça do Ferreira e a estátua de Iracema. Às 20h30 também será desligada a iluminação da Praça Regis Jucá e apagadas as luzes do Seminário Prainha. Na  capital do Tocantins, o  Espaço Cultural José Gomes Sobrinho ficará no escuro na Hora do Planeta.

Frente parlamentar – Nesta quarta-feira (23/3), o presidente da Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara dos Deputados, deputado Sarney Filho (PV-MA), assinou termo de adesão da entidade ao Movimento. Durante a solenidade na Câmara dos Deputados foram apresentados os filmes da campanha produzida pela agência de publicidade 141.

Emissoras de rádio – A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) confirmou a adesão e apoio à Hora do Planeta 2011. A Abert vai apoiar incentivar as suas mais de 2,4 mil emissoras de rádio e 320 de TV associadas a divulgarem a iniciativa.

A secretária-geral do WWF-Brasil, Denise Hamú, destacou que a Hora do Planeta é um movimento com adesão espontânea de pessoas, instituições e empresas. “O gesto de apagar as luzes é simbólico e possível em todo o mundo, e nos une em torno da necessidade de preservarmos nosso planeta”, afirmou.

Denise Hamú também destacou a importância de adoção de ações em prol do planeta. “Convidamos a refletirem e a instituir ações além da Hora do Planeta, buscando uma economia de baixo carbono e com políticas públicas coerentes, que combinem o desenvolvimento com a preservação dos serviços ambientais que a natureza nos dá”, completou.

Evento público no Rio de Janeiro – Cidade âncora do Brasil na campanha mundial Hora do Planeta, o Rio de Janeiro apoia mais uma vez o movimento. O secretário de Conservação e Serviços Públicos do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osório, anunciou hoje que sete monumentos públicos terão as luzes apagadas no sábado, dia 26:   Arcos da Lapa, Cristo Redentor, praias de Copacabana e do Arpoador, Igreja da Penha, Catedral Metropolitana e Monumento dos Pracinhas.

Pela primeira vez haverá um evento aberto ao público, a partir das 19h, nos Arcos da Lapa, com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e do prefeito do Rio, Eduardo Paes, que desligarão simbolicamente as luzes da cidade por uma hora às 20h30. O evento terá shows das baterias da Mangueira, Portela, Grande Rio e União da Ilha. A iniciativa conta com patrocínio da Coca-Cola Brasil, TIM e Banco do Brasil.

Hora do Planeta no Brasil – Até o momento, 59 cidades, incluindo 11 capitais, formalizaram a adesão à Hora do Planeta 2011. Outras 29 prefeituras encontram-se já na fase final de entrega do documento, que traz a indicação de quais monumentos serão apagados.  As 11 capitais que aderiram são Aracaju (SE), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Natal (RN), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP),  Vitória (ES).

A edição 2011 da Hora do Planeta vai reunir milhares de pessoas em torno de ícones importantes das cidades, que ficarão às escuras. É que, além do ato simbólico pela conservação do planeta, muitas prefeituras vão promover atos públicos e shows com artistas.

Representantes de prefeituras podem aderir oficialmente o município enviando e-mail para: cidades@wwf.org.br.

Cadastre-se no hotsite Hora do Planeta 2011:  www.horadoplaneta.org.br

Hora do Planeta no mundo:

Em 2011, 13 novos países aderiram à Hora do Planeta. São eles: Jamaica, Uganda, Swaziland, Iran, Tajikistan, Chad, Azerbaijan, Gibraltar, Palestine, Suriname, Uzbekistan, Trinidad & Tobago e Lesotho. Já são cerca de 3.800 cidades, em 131 países, sendo 25 megacidades, entre as quais, Délhi, Mumbai, Buenos Aires, Moscou, Teerã, Istambul, Londres, São Paulo e Rio de Janeiro. Os sete continentes e todos os países que compõem o G-20 também estão representados.

Participe: 26 de março de 2011, das 20h30 às 21h30, apague as luzes para ver um mundo melhor.

, , , , , ,